Psicóloga Beatriz da Silva Oliveira
R$ 80
Pague por:
Cartão
Pix
Transferência
50 a 60min
duração da
consulta
Atende
Adultos
Adolescentes
Idosos
Beatriz S. Oliveira
Psicóloga Beatriz da Silva Oliveira
Psicóloga
CRP 06/161159
São Paulo
Ansiedade
Autoestima
Conflitos Amorosos
Conflitos Familiares
Depressão
Estresse
LGBTQI+
Relacionamentos
Saúde Mental
Sexualidade
Síndrome do Pânico
Suicídio
Psicanálise
R$ 80
Pague por:
Cartão
Pix
Transferência
50 a 60min
duração da
consulta
Atende
Adultos
Adolescentes
Idosos

FORMAÇÃO E CURSOS

Beatriz Oliveira é graduada em Psicologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e pós-graduanda em Saúde Mental.

Atua pela abordagem da Psicanálise, a qual busca compreender e investigar os processos psíquicos a nível do inconsciente,  por meio do levantamento e do relato de vivências internas e suas representações, bem como de pensamentos, emoções, desejos, lembranças e sonhos, através da concepção do ser humano como um todo, de modo a não reduzi-lo a seu sintoma ou à sua circunstância de vida atual.

Também possui cursos de atualização em Saúde Mental, com foco no acolhimento e atendimento psicológico ampliado, visando o desenvolvimento e a promoção de estratégias de Saúde Mental e Atenção Psicossocial, bem como a orientação e a oferta de primeiros cuidados psicológicos.

Trabalha exclusivamente na área clínica, com atendimentos voltados para o público juvenil e adulto.

SOBRE MIM

Olá! Todos nós nascemos e somos apresentados ao mundo em um determinado contexto, por uma família ou grupo específico de pessoas.

E, ao longo do processo de construção biopsicossocial de nós mesmos, cada detalhe da nossa história pode dizer um pouco sobre quem nós somos, sobre o lugar que ocupamos nas nossas relações e sobre como nos sentimos e agimos em relação ao outro.

A construção desse percurso, que é constante, cabe a nós. Mas não somente a nós. Cabe, também, às nossas condições de vida, à nossa família, às expectativas atribuídas a nós, à nossa sociedade, à nossa cor, ao sexo que nos é constatado assim que somos lançados ao mundo, etc.

É importante lembrar que todos esses fatores não nos resumem e não determinam, necessariamente, quem vamos (e podemos) nos tornar, nem aquilo que podemos ou não fazer. Mas, reconhecer que cada um deles tem um “peso” na nossa vida é ser, de certa forma, leal a nós mesmos.

Entender o lugar que cada um desses fatores ocupa em nossa história é um passo importante para não deixarmos que nenhum deles nos aprisione e/ou nos paralise diante desse constante processo (muitas vezes doloroso) de construção de nós mesmos, também conhecido como viver.

Desse modo, em minha prática como psicóloga, considero primordial o cuidado e a atenção não só àquilo que o paciente aponta como queixa central, mas também a diversos outros fatores que podem se constituir como produtores de sofrimento e adoecimento psíquico e que, por diversos motivos, podem passar despercebidos pela consciência ou percepção daquele sujeito.

Nesse sentido, através da psicoterapia, é possível elaborar e compreender quais fatores, sejam eles psicológicos e/ou sociais, podem estar contribuindo para a produção de adoecimento, sofrimento ou conflito psicológico, a fim de ressignificá-los e, assim, produzir uma maior qualidade de vida.

Qualquer dúvida referente ao processo de psicoterapia, estou à disposição.

Psicóloga Beatriz S.Oliveira

  Vídeo online
  Presencial
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
* Horários de Brasil/Brasília
Carregando horários...

FORMAÇÃO E CURSOS

Beatriz Oliveira é graduada em Psicologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e pós-graduanda em Saúde Mental.

Atua pela abordagem da Psicanálise, a qual busca compreender e investigar os processos psíquicos a nível do inconsciente,  por meio do levantamento e do relato de vivências internas e suas representações, bem como de pensamentos, emoções, desejos, lembranças e sonhos, através da concepção do ser humano como um todo, de modo a não reduzi-lo a seu sintoma ou à sua circunstância de vida atual.

Também possui cursos de atualização em Saúde Mental, com foco no acolhimento e atendimento psicológico ampliado, visando o desenvolvimento e a promoção de estratégias de Saúde Mental e Atenção Psicossocial, bem como a orientação e a oferta de primeiros cuidados psicológicos.

Trabalha exclusivamente na área clínica, com atendimentos voltados para o público juvenil e adulto.

SOBRE MIM

Olá! Todos nós nascemos e somos apresentados ao mundo em um determinado contexto, por uma família ou grupo específico de pessoas.

E, ao longo do processo de construção biopsicossocial de nós mesmos, cada detalhe da nossa história pode dizer um pouco sobre quem nós somos, sobre o lugar que ocupamos nas nossas relações e sobre como nos sentimos e agimos em relação ao outro.

A construção desse percurso, que é constante, cabe a nós. Mas não somente a nós. Cabe, também, às nossas condições de vida, à nossa família, às expectativas atribuídas a nós, à nossa sociedade, à nossa cor, ao sexo que nos é constatado assim que somos lançados ao mundo, etc.

É importante lembrar que todos esses fatores não nos resumem e não determinam, necessariamente, quem vamos (e podemos) nos tornar, nem aquilo que podemos ou não fazer. Mas, reconhecer que cada um deles tem um “peso” na nossa vida é ser, de certa forma, leal a nós mesmos.

Entender o lugar que cada um desses fatores ocupa em nossa história é um passo importante para não deixarmos que nenhum deles nos aprisione e/ou nos paralise diante desse constante processo (muitas vezes doloroso) de construção de nós mesmos, também conhecido como viver.

Desse modo, em minha prática como psicóloga, considero primordial o cuidado e a atenção não só àquilo que o paciente aponta como queixa central, mas também a diversos outros fatores que podem se constituir como produtores de sofrimento e adoecimento psíquico e que, por diversos motivos, podem passar despercebidos pela consciência ou percepção daquele sujeito.

Nesse sentido, através da psicoterapia, é possível elaborar e compreender quais fatores, sejam eles psicológicos e/ou sociais, podem estar contribuindo para a produção de adoecimento, sofrimento ou conflito psicológico, a fim de ressignificá-los e, assim, produzir uma maior qualidade de vida.

Qualquer dúvida referente ao processo de psicoterapia, estou à disposição.

Psicóloga Beatriz S.Oliveira


Quer conhecer mais psicólogos?
Já somos mais de 600.