Psicólogo Rodrigo Ferrer de Argôlo
R$ 75
Pague por:
Cartão
Pix
Transferência
50 a 60min
duração da
consulta
Atende
Adultos
Casais
Adolescentes
Crianças
Rodrigo Argôlo
Psicólogo Rodrigo Ferrer de Argôlo
Psicólogo
CRP 03/11536
Bahia
Adolescência
Ansiedade
Autoestima
Dependência Jogos
Dependência Química
Depressão
Drogas
Estresse
Medos
Sexualidade
TDA e TDAH
Análise do Comportamento / Behaviorismo
Psicologia Organizacional e do Trabalho
TCC- Terapia Cognitivo Comportamental
R$ 75
Pague por:
Cartão
Pix
Transferência
50 a 60min
duração da
consulta
Atende
Adultos
Casais
Adolescentes
Crianças

FORMAÇÃO E CURSOS

Rodrigo é psicólogo formado pela Universidade Federal da Bahia, possuindo mestrado em Educação na referida universidade. Durante a graduação, foi pesquisador bolsista de iniciação científica por três anos, produzindo diferentes textos científicos, publicados no período.

Após a formação superior, trabalhou na área de Recursos Humanos, efetuando entrevistas de processos seletivos a distintas vagas de emprego. Durante o mestrado, Rodrigo teve experiência com docência no ensino superior, atuando enquanto professor assistente do curso de graduação de uma Instituição Federal de Ensino Superior.

Em sua atuação na área, Rodrigo possui graduação em psicologia desde 2013, realizando atendimento particular, de maneira presencial e de maneira remota (online), desde 2016. Dentro da área, Rodrigo trabalha a partir dos preceitos e concepções da Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC).

O profissional realiza os atendimentos clínicos com o objetivo de instruir o paciente, através das sessões periódicas, a se desenvolver de maneira autônoma, favorecendo na construção, formação e no crescimento individual.

O processo terapêutico ocorre em busca do – ao mesmo tempo em que se baseia no – autoconhecimento. Desta maneira, a intervenção busca que o paciente aprenda a lidar com as emoções e melhor guiar seu comportamento e seu pensamento, em vias da solução dos seus problemas e questões.

As sessões semanais têm duração usual de 50 minutos, passando por etapas que vão desde a avaliação inicial, a intervenção, avaliação final e o follow-up. Entre as técnicas e estratégias disponíveis à utilização pelo psicólogo, cita-se o registro de pensamentos disfuncionais, relaxamento, manejo de stress, o treino de assertividade, treino em habilidade social, a exposição e a prevenção de resposta e o treino em autoinstruções.

As sessões podem fazer uso de instrumentos como a solicitação de leituras ou a proposição de medidas de instrução ou de reeducação e a realização de entrevistas semidirigidas, além de instrumentos de uso restrito à psicologia, como as avaliações psicológicas.

Para expor alguns exemplos destes recursos avaliativos, cita-se: Inventário Beck de Depressão (BDI), Inventário Beck de Ansiedade (BAI); Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp (ISSL); Inventário de Habilidades Sociais (IHS-Del Prette).

SOBRE MIM

Olá, como você tem se sentido?

O atendimento psicoterapêutico tem, como intuito fundamental, servir como uma ponte que conecta o indivíduo ao seu desenvolvimento pessoal, ao seu bem-estar.

Através do processo de autoconhecimento, estimulado dentro do contexto clínico, espera-se favorecer no indivíduo a construção de novos repertórios, mais flexíveis, amplos e efetivos, que contribuam para o alívio de sintomas físicos e psicológicos, reduzindo a tensão e o estresse; além de sentimentos, emoções e sensações adversas que podem gerar impacto negativo à qualidade de vida.

Em minha forma de atuar, procuro considerar as especificidades do paciente, – observado que o trabalho clínico é desenvolvido em conjunto, em uma constante parceria entre psicólogo e paciente – auxiliando na redução do sofrimento psicológico de maneira inovativa, criativa, mantendo a competência e a elegância pertinentes à área.

Assim, as sessões periódicas visam estimular o paciente a se desenvolver de maneira autônoma, favorecendo no desenvolvimento de estratégias que contribuem para o aperfeiçoamento de habilidades fundamentais ao alcance do bem-estar.

A intervenção que proponho em clínica busca o fortalecimento da pessoa atendida, visando aumentar a sua capacidade de resposta, dirimir a reprodução de fatores disfuncionais notados em ocasiões anteriores ou que possuam relativa reincidência, e auxiliar o paciente a monitorar e conhecer os próprios processos internos, encontrando novas maneiras de lidar com as emoções e o humor.

Em relação à prática de atendimento, possuo experiência com transtornos depressivos, transtornos de aprendizagem, transtornos de ansiedade (ex.: síndrome do pânico), transtornos de raiva (ex.: transtorno explosivo intermitente), dentre outras demandas.

Por fim, me coloco à disposição para ajudar ou tirar qualquer dúvida.

Fico no aguardo do seu contato.  

Psicólogo Rodrigo Argôlo
Atendimento em: Português Inglês
  Vídeo online
  Presencial
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
DDD
dd/mm
* Horários de Brasil/Brasília
Carregando horários...

FORMAÇÃO E CURSOS

Rodrigo é psicólogo formado pela Universidade Federal da Bahia, possuindo mestrado em Educação na referida universidade. Durante a graduação, foi pesquisador bolsista de iniciação científica por três anos, produzindo diferentes textos científicos, publicados no período.

Após a formação superior, trabalhou na área de Recursos Humanos, efetuando entrevistas de processos seletivos a distintas vagas de emprego. Durante o mestrado, Rodrigo teve experiência com docência no ensino superior, atuando enquanto professor assistente do curso de graduação de uma Instituição Federal de Ensino Superior.

Em sua atuação na área, Rodrigo possui graduação em psicologia desde 2013, realizando atendimento particular, de maneira presencial e de maneira remota (online), desde 2016. Dentro da área, Rodrigo trabalha a partir dos preceitos e concepções da Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC).

O profissional realiza os atendimentos clínicos com o objetivo de instruir o paciente, através das sessões periódicas, a se desenvolver de maneira autônoma, favorecendo na construção, formação e no crescimento individual.

O processo terapêutico ocorre em busca do – ao mesmo tempo em que se baseia no – autoconhecimento. Desta maneira, a intervenção busca que o paciente aprenda a lidar com as emoções e melhor guiar seu comportamento e seu pensamento, em vias da solução dos seus problemas e questões.

As sessões semanais têm duração usual de 50 minutos, passando por etapas que vão desde a avaliação inicial, a intervenção, avaliação final e o follow-up. Entre as técnicas e estratégias disponíveis à utilização pelo psicólogo, cita-se o registro de pensamentos disfuncionais, relaxamento, manejo de stress, o treino de assertividade, treino em habilidade social, a exposição e a prevenção de resposta e o treino em autoinstruções.

As sessões podem fazer uso de instrumentos como a solicitação de leituras ou a proposição de medidas de instrução ou de reeducação e a realização de entrevistas semidirigidas, além de instrumentos de uso restrito à psicologia, como as avaliações psicológicas.

Para expor alguns exemplos destes recursos avaliativos, cita-se: Inventário Beck de Depressão (BDI), Inventário Beck de Ansiedade (BAI); Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp (ISSL); Inventário de Habilidades Sociais (IHS-Del Prette).

SOBRE MIM

Olá, como você tem se sentido?

O atendimento psicoterapêutico tem, como intuito fundamental, servir como uma ponte que conecta o indivíduo ao seu desenvolvimento pessoal, ao seu bem-estar.

Através do processo de autoconhecimento, estimulado dentro do contexto clínico, espera-se favorecer no indivíduo a construção de novos repertórios, mais flexíveis, amplos e efetivos, que contribuam para o alívio de sintomas físicos e psicológicos, reduzindo a tensão e o estresse; além de sentimentos, emoções e sensações adversas que podem gerar impacto negativo à qualidade de vida.

Em minha forma de atuar, procuro considerar as especificidades do paciente, – observado que o trabalho clínico é desenvolvido em conjunto, em uma constante parceria entre psicólogo e paciente – auxiliando na redução do sofrimento psicológico de maneira inovativa, criativa, mantendo a competência e a elegância pertinentes à área.

Assim, as sessões periódicas visam estimular o paciente a se desenvolver de maneira autônoma, favorecendo no desenvolvimento de estratégias que contribuem para o aperfeiçoamento de habilidades fundamentais ao alcance do bem-estar.

A intervenção que proponho em clínica busca o fortalecimento da pessoa atendida, visando aumentar a sua capacidade de resposta, dirimir a reprodução de fatores disfuncionais notados em ocasiões anteriores ou que possuam relativa reincidência, e auxiliar o paciente a monitorar e conhecer os próprios processos internos, encontrando novas maneiras de lidar com as emoções e o humor.

Em relação à prática de atendimento, possuo experiência com transtornos depressivos, transtornos de aprendizagem, transtornos de ansiedade (ex.: síndrome do pânico), transtornos de raiva (ex.: transtorno explosivo intermitente), dentre outras demandas.

Por fim, me coloco à disposição para ajudar ou tirar qualquer dúvida.

Fico no aguardo do seu contato.  

Psicólogo Rodrigo Argôlo

Quer conhecer mais psicólogos?
Já somos mais de 600.